O mercado imobiliário em São Carlos e Ribeirão Preto: análise comparativa dos processos de estruturação intra-urbanos recentes

A expansão recente da produção imobiliária, não só residencial promovida pela conjugação de crescimento econômico, expansão do crédito e programas públicos de acesso à moradia, bem como por transformações mais estruturais na organização dos capitais imobiliários, (como por exemplo, com a abertura de capitais ligados a este ramo da produção na bolsa de valores) tem impactado as condições de oferta e o consumo de tais bens, seus preços, localizações e agentes de sua produção. Tomando tais condicionantes como pontos de partida, este projeto de iniciação científica faz parte de um conjunto de três trabalhos que visam analisar e comparar o mercado imobiliário das seis cidades escolhidas pelo projeto temático FAPESP intitulado “Lógicas econômicas e práticas socioespaciais contemporâneas: Cidades médias e consumo. Cada um desses três trabalhos ficará responsável por duas cidades a serem investigadas no âmbito do referido projeto temático, sendo que neste aqui apresentado serão analisadas as cidades de São Carlos e Ribeirão Preto duas cidades médias localizadas no Estado de São Paulo. Tal análise será conduzida pelo recorte temporal definido entre o final dos anos de 1990 e a primeira década dos anos 2000, com ênfase nas resultantes espaciais intra-urbanas do funcionamento do mercado imobiliário local, em uma perspectiva comparativa. Serão considerados os elementos próprios da produção do ambiente construído urbano (suas mudanças e permanências), buscando extrair elementos comuns e diferentes entre as duas cidades, utilizando-se de dados de ofertas imobiliárias, legislação urbana, entrevistas com agentes imobiliários diversos e trabalhos de campo. (AU)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ola
Vamos tirar sua dúvidas!
Powered by